30out
De: Ingrid Em: outubro 30, 2017 Categoria: Entrevistas Comentários: 0

O professor Marins é antropólogo com formação internacional. Licenciado em História, Filosofia, Ciências e Letras. Foi apresentador do programa Show Business na RedeTV! e também do programa Motivação e Sucesso na Rede Vida. Autor best seller com mais de 30 livros publicados.

Nesta entrevista para o canal TurnAround de Edgar Ueda ele dá a “receita universal do sucesso” e traça os princípios para um avanço equilibrado.

Edgar Ueda: Professor, em toda a sua trajetória você atendeu mais de 600 empresas, o que mais o senhor está acostumado a ouvir em termos de crise, de mudança, de turnaround?

Professor Marins: É muito fácil de entender. Eu sou antropólogo e estudamos linguística, a etimologia da palavra “crise” em grego é peneira, “cri” é separar. É a mesma origem do “crivo” do chuveiro, que separa o duto da água em jatos menores. A crise peneira, o que é bom passa o ruim é jogado fora. Em tempos mais bicudos a malha da peneira fica mais fina. Só passa quem é realmente bom. Quando passa na peneira da crise saímos melhor primeiro por se livrar de um monte de concorrente ruim e segundo que para passar na peneira da crise a gente teve que fazer um regimezinho. A grande diferença está no domínio da vontade. Na etimologia, “domínio” vem de dominus, que é ser senhor da sua própria vontade. A pessoa que consegue dominar a sua vontade não se deixa abater por notícias de fora, quando elas têm entusiasmo e crê que é capaz. Diferente do otimista, a pessoa com entusiasmo acredita menos nas coisas externas e mais em si próprio. O grande segredo de sucesso que eu encontrei nessa vida toda são pessoas que acreditam nelas, dominam a vontade e trabalham duro.

Edgar Ueda: No seu canal que é o Show Business você entrevista CEOs, presidentes, empreendedores que tiveram o seu grande TurnAround. Quais são as principais características dessas pessoas e seus mindsets? Tem algo em comum?

Professor Marins: Sim. Eles tem uma paixão muito grande pelo que fazem. A base de tudo é que eles entendem que a inteligência só mostra um caminho, a vontade é que faz você caminhar. Então a primeira coisa é um domínio muito forte da vontade. A segunda é aprender a gostar do que faz. Uma coisa é você fazer o que gosta, mas tem uma hora que você precisa aprender a gostar do que você faz. A outra coisa é que eles investem neles próprios. Vão atrás. Chamamos isso em inglês de “push yourself” (empurre-se pra frente). Vão aonde acham que devem ir. Eles vão em busca de conhecimento, de amizade e de relacionamento. Outra característica de todos eles é que trabalham duro. Eles possuem uma disciplina muito forte. Uma das características que eu acho das mais principais é foco, eles não ficam ciscando aqui e ciscando lá. Primeiro eles abrem o foco para ver o que querem e depois quando eles fecham o foco eles vão fundo naquilo. Eles têm um sentimento de gratidão muito grande. Além de agradecer a Deus, eles agradecem muito às pessoas. Sabem que ninguém chega ao pódio sozinho.

Edgar Ueda: Falamos neste bate-papo sobre o que fazer. Mas tem também o que não podemos fazer que é importante para minimizar erros. O que as pessoas não devem fazer neste momento?

Professor Marins: A gente sempre ensinou a fazer uma lista do que não fazer. Uma das coisas que as pessoas de sucesso não fazem é se unir a pessoas negativas e negadoras. O mundo já é difícil e se você estiver convivendo com pessoas que te puxam pra baixo e para trás o tempo todo essas pessoas eu chamo de sugadoras de energia. Vampiro é um perigo, ele vive do seu sangue, esse é maldoso. Mas o corvo é aquele que fala não vai dar certo. Uma maçã podre apodrece um tacho de maçã. Quem poupa os maus ofende os bons. Quando você começa a ser muito complacente com quem não joga no time, você deve ser tirado do time. Sai da individualidade e passe a ser coletivo ao mesmo tempo seja excelente individualmente.

Edgar Ueda: Com toda a sua experiência qual é o recado que você deixa para quem nos lê ou assiste. Qual é o caminho para o sucesso?

Professor Marins: Existe uma receita universal. Primeiro pense no que você pode fazer para ter sucesso. Você tem que encher as prateleiras do seu cérebro de conhecimento e informação. O conhecimento é memória e recordação. Tudo que você viu, cheirou, fez desde que você nasceu taí dentro da sua cabeça. Quando uma informação nova chega pelos sentidos o seu cérebro vai nas prateleiras, pega uma informação correlata àquela e dá a você um pensamento. Então quanto mais matéria-prima e estoque você tiver mais criativo e inovador você será. A segunda coisa é o domínio da vontade. Não se esqueça disso, você tem que se empurrar pra frente. A liberdade não é um atributo da inteligência. A inteligência é criadora mas não é livre. Vença a sua preguiça, acredite nos seus insights e aja com velocidade. Essa é a receita do sucesso. Pode analisar todo mundo que você conhece. Sucesso não é dinheiro. Em antropologia sucesso é estar bem com você mesmo, com auto-estima equilibrada e a sociedade onde você vive te reconhecer como uma pessoa de bem. Isso é sucesso. A receita é uma só!

Ficou curioso para saber mais sobre o TurnAround do Professor Marins? Assista a entrevista completa no canal TurnAround do Edgar Ueda no YouTube. O Link desta entrevista é esse: https://youtu.be/0pf3ug5DgHE. Se inscreve lá e você vai acompanhar sempre a história de sucesso de um outlier nesta série de entrevistas.

Gostou deste conteúdo? Compartilhe e ajude a multiplicar informações que motivam, inspiram e despertam mudanças que vão ajudar outras pessoas a virarem o jogo.