De: edgarueda Em: junho 24, 2020 Categoria: Sem categoria Comentários: 0

Em primeiro lugar, você precisa entender que se todo mundo está com a água no pescoço, é importante entender o seguinte: tudo que você for fazer agora para sair desse sufoco tem que ser performance, tem que gerar o resultado mais imediato.

Não pense em ações que são de médio e longo prazo, pois este não é o momento para isso.

Outro importante para se ter em mente durante esse período é de que agora não é o tempo de ficar desenhando; agora é o tempo de ação.

E quando faço sobre tempo de ação não me refiro nem mesmo a tempo de buscar resultados maiores, como “eu vendia 10, agora quero vender 50”. Mas sim pequenos resultados. Você vendia dez? Então, procure vender mais um, mais dois, mais três…

Agora é seu o próximo passo é o microcomportamento, a microação, é a vírgula que vai fazer a diferença para que você comece a sair.

Eu já tive situação quando eu voltei para o Brasil, após ficar dez anos no Japão, e voltei com 50 mil reais, comprei um carro. Passaram-se seis meses, eu já estava sem dinheiro. Logo depois, eu abri uma imobiliária de 30 metros quadrados – mesmo que meu core business ainda não fosse do mercado imobiliário – e aí passaram três meses, não tinha dinheiro. Depois, passaram seis meses e eu estava devendo.

E este foi o momento em que eu precisei pensar: o que eu precisava primeiro? Quais eram as minhas prioridades naquele momento? Pagar aluguel, comer, sobreviver.

Mesmo eu tendo sempre a minha mente focada em milhões, em multiplicar milhões, naquele momento eu precisava dar um passo para trás e pensar antes de tudo na sobrevivência.

 

“O que eu preciso vender para pagar a conta do mês, a operação do mês?”, era a minha grande questão.

Às vezes, as pessoas ainda não caem na consciência de que o mercado mudou, o contexto é outro, o cliente não está comprando do jeito que comprava.

E quando falamos sobre isso ninguém está falando para você parar de sonhar, ninguém está falando para você diminuir o seu sonho; só está falando o que se chama de adaptabilidade. Nós precisamos, nesse momento, nos adaptarmos à situação.

Quando o mercado no qual você está inserido e empreendendo precisa passar por uma adaptação, esse é o momento de você se manter atento às táticas de sobrevivência. Isso não significa abrir mão do seu sonho, mas saber como resistir ao período de adaptabilidade para vencer.

Adquira agora mesmo “O Poder do Método”, a bíblia de sucesso do mercado imobiliário. Aprenda como multiplicar milhões! Acesse o link: 
https://edgarueda.com.br/segredos-imobiliarios/

Edgar Ueda, fundador da Neximob, palestrante e autor do best-seller “Kintsugi: o poder de dar a volta por cima” e “Desvendando a Caixa Preta do Sucesso”, além de estar lançando seu novo livro do mercado imobiliário: “O Poder do Método”, sócio fundador do Instituto Êxito. Ele possui um conjunto de páginas de empreendedorismo com mais de 3 milhões de seguidores e mais de 35 milhões de impressões mês.

Siga nas redes sociais: linkme.bio/edgaruedaoficial

 

 

 

Gostou deste conteúdo? Compartilhe e ajude a multiplicar informações que motivam, inspiram e despertam mudanças que vão ajudar outras pessoas a virarem o jogo.

Trackback URL: https://edgarueda.com.br/o-que-o-periodo-de-adaptabilidade-do-exige-do-empreendedor/trackback/

Deixe uma resposta:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *